O fogão a gás é a escolha mais popular na cozinha dos brasileiros, uma vez que consome muito menos energia do que os fogões elétricos, é acessível e funciona com gás natural encanado ou botijão de gás. Entre outras vantagens, parece ser a melhor opção na hora de escolher um fogão. No entanto, outras soluções, como a indução, podem ser tão vantajosas quanto e ainda mais benéficas para o meio ambiente.

Ao substituir o fogão/forno a gás ou fogão/forno elétrico por fogão por indução levamos em consideração a principal vantagem deste método: a eficiência energética. Partindo da premissa que 25% da demanda é do forno e 75% da demanda é do fogão, temos:

Eficiência energética do fogão: 60% gás, 65% elétrico e 85% indução.

Eficiência energética do forno: 65% gás, 75% elétrica.

Nota-se que o fogão por indução tem maior eficiência energética entre as soluções, fazendo com que o alimento seja preparado mais rapidamente. Além de usar fonte de energia primária mais limpa, pois no Brasil a matriz elétrica tem alta contribuição de renováveis.

Se considerarmos o seguinte cenário:

Valores de mercado do equipamento:

Fogão por InduçãoR$2,399.00R$1,799.00R$1,599.00
Fogão e forno á gásR$1,329.00R$1,329.00R$1,293.44
DiferençaR$1,070.00R$470.00R$305.56

Premissas de custo:

Botijão de Gás = 606 MJ/botijão de 13kg

Custo de botijão de 13kg = R$ 75,00

Custo do kWh = R$0,53

Demanda anual:

Solução à gás = 2813 MJ/ano

Solução elétrica e indução = 2092 MJ/ano

Sabendo que 1kWh = 3,6 MJ

Custo operacional anual:

Solução a gás: 2813 * 75,00 / 606 = R$348,44/ano

Solução elétrica e indução: 2092 * 0,53 / 3,6 = R$307,99/ano

Diferença anual = 348,44 – 307,99 = R$ 40,46 / ano

Retorno de investimento = 470 / 40,46 = 11,62 anos

Conseguimos ver que nesse cenário o valor inicial do fogão e forno é recuperado em quase 12 anos através de economia no custo operacional anual.

Porém, a principal vantagem é o benefício ambiental e a qualidade do ar interno na cozinha. 

O fogão a gás, aumenta a poluição presente no ar interior das residências, podendo deixar o ar interno cinco vezes mais poluído que o ar externo. Fogões que queimam combustíveis fósseis – como é o caso do fogão a gás – emitem dióxido de nitrogênio e monóxido de carbono, além da poluição por partículas que todos os tipos de fogões produzem. Estudos mostram que essas emissões permanecem na atmosfera por vários dias, contribuindo para a má qualidade do ar e impactando a saúde humana.

Resultados eToolLCD

Do ponto de vista ambiental podemos ver os resultados através do eToolLCD.

A solução elétrica, comparada a solução a gás, mostrou redução de GWP (Global Warming Potential) de 3,78%, equivalente a 24,22 kgCO2/morador/ano. Já a solução por indução, comparada a solução elétrica, mostrou redução de GWP de 0,42%, que equivale a 2,66 kgCO2/morador/ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s